"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...Ou toca, ou não toca." - Clarice Lispector

Por aqui passam

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

“Feliz!”



Me deu vontade de pular!
Um súbito desejo me domina
De viver sorrindo!
Me sentir leve
Hoje minha alma sorriu
Fazia tempo que não me sentia assim
Essa intensidade
Esse desejo de felicidade constante
me nego ao equilibrio
Quem passa a vida buscando o equilibrio
Nada vive, disso eu tenho certeza,
Agora só me importa ser feliz !!
Desejo ficar ouvindo o canto dos pássaros
Lavar os pés nas águas do mar
Abrir os braços e me libertar
E ver o amor em flor brotar
Nos jardins e nos canteiros
Vendo as borboletas sempre a procurar
Uma linda flor para repousar
Feliz, é assim que me sinto
A vida ficou mais leve
Os fardos se foram
E de volta a rotina
Procuro evitar certas sensações
Poder curtir todas outras emoções
Que a vida fecunda
Viver intensamente essa oportunidade única
Viver!
Viver!
Seguir saltitando e caminhando
Sem dar importância a outras distrações



7 comentários:

  1. Oi Iara...

    "Feliz, é assim que me sinto
    A vida ficou mais leve
    Os fardos se foram"

    Isto faz qq pessoa muito FELIZ!!!!!

    BJOS QUERIDA...LINDO DEMAIS SEU POEMA!

    Zil

    ResponderExcluir
  2. Gostei do título "Feliz", pois é assim que me sinto no momento e me esforço para estar sempre assim! Beijos =)

    ResponderExcluir
  3. Oi Iara,
    Que texto lindo!
    Felicidade contagia!!
    Leveza é o que há.
    Beijos
    Malu

    ResponderExcluir
  4. Amei o post,perfeito seu blog a cada dia mais lindo flor um bjo da juju te adoro;*

    ResponderExcluir
  5. Lindo post!
    O dom da palavra é pra poucos (:
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  6. Boa noite.

    Se prestarmos atenção no lado bom da vida, há várias compensações para agradecermos.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir