"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...Ou toca, ou não toca." - Clarice Lispector

Por aqui passam

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

“Algumas Verdades”



Em dias como o de hoje sinto que
A chuva dos dias passados molhou tudo aqui dentro
Quando dei por mim nada mais restava do amor que um dia senti por ti
Nem aquela música que tanto marcou os nossos momentos faz efeito
Sabe... Talvez eu já tenha vivido muito desses momentos
E hoje acho que não tenho mais forças
Para sonhar com o que é lindo
Para acreditar em um dia de sol
E por mais que eu tente
Não consigo ouvir nem a minha própria voz
Às vezes ainda acredito que tudo não basta de um sonho ruim
Mas em dias como o de hoje
Sinto apenas falta
De todos os sorrisos
De todos os olhares
Talvez eu ainda consiga me iludir outras vezes
Mas o medo de viver às vezes me espanta e me expulsa daquilo que deveria ser minha realidade
Mas em dias como o de hoje
Sinto falta do teu calor
Por que eu te sinto aqui
Você ainda faz parte de mim
Em dias como o de hoje tenho a certeza de que não posso viver sem ti.
É. Ainda não consegui aprender
E por isso me encontro assim perdida
Como uma agulha em um palheiro
Em dias como o de hoje
Enterro-me em minha solidão
Às vezes pela manha abro a janela
E tento inventar uma nova realidade
Nem que seja somente para aquele momento
E quando me vejo
Você já esta em meus pensamentos








“Mais Selinhos”


Gostaria de agradecer todo esse carinho que venho recebendo de vocês, através das visitas, Comentários e os “Selinhos”.
Para mim é muito gratificante poder compartilhar meus sentimentos mais puros com pessoas tão sensíveis como vocês. Isso me dá mais força e inspiração para continuar sendo eu com todos os meus defeitos e com esse desejo de gritar ao mundo o que sinto.

Quebrando as Regras

Recebi esses selinhos abaixo e gostaria de oferecê-los á todos vocês que passam pelo “Meu Mundo Particular”.



Ganhei da Dany - Dany tem um blog / Mariz - Sintonia Natural


Ganhei da Zil - Recomeçar.

Obrigada pelo carinho!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

"A Estrela"




Vi uma estrela tão alta,
Vi uma estrela tão fria!
Vi uma estrela luzindo
Na minha vida vazia.

Era uma estrela tão alta!
Era uma estrela tão fria!
Era uma estrela sozinha
Luzindo no fim do dia.

Por que da sua distância
Para a minha companhia
Não baixava aquela estrela?
Por que tão alta luzia?

E ouvi-a na sombra funda
Responder que assim fazia
Para dar uma esperança
Mais triste ao fim do meu dia.

Manuel Bandeira

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

"Selinhos"


A regra é: Falar 10 coisas sobre você e indicar 10 blogs




Ganhei da Drii do blog http://capitulosdiariosdadri.blogspot.com/ - Doce sensação



Dez coisas sobre mim:
1 – Sou sentimental ao extremo
2 – Para mim não existe meio termo
3 – Sou impulsiva
4 – Adoro ler
5 – Amo Borboletas
6 – Falo sem parar
7 – Escrevo o que sinto
8 – Ouço sempre a mesma música
9 – Tenho muitos amores
10 – E meu blog sou eu em palavras

Blogs indicados - Peguem os dois selinhos


Zil - http://euemmim-recomecar.blogspot.com
Jakeline – http://jakelinemagna.blogspot.com
Michelle - http://escrivaninhadamichellecristal.blogspot.com
Emiliana - http://historiasdeemilia.blogspot.com/
Kamila - http://no-infinito-particular.blogspot.com/
Mila - http://milallopes.blogspot.com/
Miriam - http://mleedeboanalagoa.blogspot.com
Crys Leite - http://crysleite.blogspot.com/
Dany - http://danytemumblog.blogspot.com
Only Enjoy - http://patydantas.blogspot.com/



Obrigada Drii

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

“Vida... vai vida”



Vai vida... Segue o teu rumo
E me leva contigo
Segure minha mão
E por favor, não me abandone.
Ainda não!
Sem que eu prove alguns sabores
Minha alma espera aflita para curar certas feridas
Encontrar certas sensações
Sentir algumas emoções
Vai vida... Engana o tempo
Não deixe que nos pegue
Muitas vezes ele é trapaceiro e adora roubar os sonhos
Anda! Corre atrás dele
Não deixe que fuja
Com as lembranças de amor
Para ele só cabe dar um fim a essa dor
Vai vida... Deixe-me tocar as estrelas, mesmo que seja no meu céu de papel, onde as nuvens são feitas de algodão e o sol tem um lindo sorriso.
Vai vida... Ajuda-me a botar os pés no chão
Salvando meu coração das armadilhas do caminho
Dê-me coragem e determinação
Vida... Permita que a ultima mirada seja o encontro de um olhar que brilha de tanto amor.
Vai vida... Dê-me os presentes logo... Por favor!

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

"Desde Cuando"

E Quando nos encontrarmos...
E quando os nossos olhos se olharem...
Todas as portas serão abertas,
E já não estaremos mais sozinhos.

video

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

"Em Frente ao Espelho"


A imagem que se reflete sempre ao contrario,
Não é o que vemos,
Nunca sabemos o que realmente estamos vendo,
Complexidade.
Imagem distorcida de nós mesmos.
Imagem que passamos para o mundo.
Mas quem se importa com o mundo?

"Espelho quebrado"

Reflete o que passamos aos pedaços.
Podemos nos cortar e sangrar,
Pior...
Podemos cortar e fazer alguém sangrar.

Sangue é igual a dor

Imagens de sofrimentos

Não sou o que vejo no espelho.
Sou o que sinto.
Sou o que você jamais vai saber
Sou o que você jamais vai ser
Sou o que eu quiser ser

E a minha imagem sempre será refletida ao contrario.
Mas você sempre vera o que quiser ver.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

“Espero”


Espero...
Acordar e sentir os lençóis novos e ainda quentes junto ao meu corpo
Respirar fundo e conseguir sentir o cheiro do amor
Amor...
Do amor que ainda queima o meu corpo
Que no calor devolve a vida a essa alma que tanto chorou
Espero...
Poder andar descalça em direção a janela e contemplar a beleza do céu azul em dia de chuva
Sentir a brisa da manhã que lá me espera
Espero ansiosa entrar nesse sonho bom e poder viver e sentir também de olhos abertos
Acordar sentindo o toque dos seus dedos passeando em minha face adormecida em uma manhã ensolarada de domingo
E ver os seus olhos brilhando e me dizendo "Bom dia amor"
Espero que muito em breve VOCÊ me veja AQUI.
Abra os olhos e me veja!
Espero...
De mesa posta e uma xícara a mais todas as manhãs
Vejo a lua
Vejo o sol
E cá ainda estou meu amor
Continuo a esperar...

Ao som de Ascolta il tuo cuore - Laura Pausini